Azeite, Saúde e Activismo


Publicado: 2018-02-08


Por Virginia Messina, dietista e activista, co-autora dos livros Vegan for Life, Vegan for Her, Never Too Late to Go Vegan, e Even Vegans Die

 

Dez mil milhões de animais (terrestres) vivem e morrem nas mais horríveis condições que se possam imaginar nos Estados Unidos todos os anos. Portanto, os nossos esforços devem obviamente focar-se em convencer as pessoas a consumirem menos…azeite?

Parece que ultimamente me deparo com uma quantidade excessiva de comentários anti-azeite de veganos na internet. As pessoas não implicam com o óleo de açafrão ou com o óleo de milho provavelmente porque ninguém anda por aí a recomendar o seu consumo. Mas devido ao facto de alguns especialistas da área da saúde terem tido o atrevimento de insinuar que o azeite (um alimento refinado! uma gordura!) pode fazer parte das dietas saudáveis, este recebe a maior parte do criticismo daqueles que vêem todos os óleos com desconfiança.

Eu não me preocupo muito se alguém consome azeite ou não. Mas questiono-me por que motivo alguém pensaria que tomar uma posição contra o azeite poderá ser activismo eficaz pelos animais. Tal como escrevi antes, adicionar restrições às dietas veganas que não melhoram a sua salubridade, acaba por dissuadir mais pessoas de se tornarem veganas do que as que é provável atrair.

Algumas das tradições à base de plantas mais saudáveis e incrivelmente deliciosas do mundo usam o azeite desde há uns 6 mil anos. E, a propósito, o azeite não é um alimento mais refinado ou processado do que o sumo de laranja.

A ideia de que alguém que esteja a consumir uma dieta baseada em alimentos vegetais integrais irá de alguma forma pôr a sua saúde em risco devido à adição de algumas colheres de chá de azeite não faz muito sentido quando se pensa nisso. E não é certamente suportada por qualquer investigação científica. Em vez disso, tal como eu escrevi hoje na minha coluna no Examiner, o azeite está cheio de uma excepcional combinação de fitoquímicos, e a investigação sugere que adicionar algum azeite à sua dieta pode reduzir o risco de doença cardíaca, cancro e apoplexia, e pode até ajudar com a perda de peso.

Imagine obter todos esses benefícios e ao mesmo tempo dar um ajuste positivo à imagem culinária das dietas veganas. O azeite é, nesse aspecto, positivo e não o contrário.

Tradução: Nuno Metello
Artigo traduzido com a permissão da autora.
Artigo original: Olive Oil, Health and Advocacy