As vitaminas B12 e D: Monitorização versus Suplementação


Publicado: 2019-03-04


Por Virginia Messina, dietista e activista, co-autora dos livros Vegan for life, Vegan for Her, Never Too Late to Go Vegan, Even Vegans Die, e Protest Kitchen.

 

Uma boa nutrição é destinada a prevenir deficiências nutricionais (entre outras coisas), o que significa que, independentemente do tipo de dieta que se siga, existem situações onde os suplementos podem ser necessários. Suplementos regulares da vitamina B12 são absolutamente essenciais para todos os veganos que não se alimentem de comidas enriquecidas com B12 todos os dias. Dependendo da exposição solar, os veganos também podem necessitar de vitamina D (apesar de isto não ser um problema vegano; é também uma verdade para a maioria dos omnívoros). E dependendo da dieta e dos requisitos individuais, alguns veganos (e mais uma vez, alguns omnívoros) podem necessitar de outros suplementos para assegurar um aporte adequado.

Uma alternativa à toma de suplementos consiste em monitorizar os níveis sanguíneos de determinados nutrientes, atrasando a toma de suplementos até se obter evidência médica de que são necessários. Num esforço para retratar a dieta vegana como uma alimentação óptima e natural, alguns veganos esforçam-se ao máximo para evitar tomar suplementos a não ser que tenham provas físicas de que a sua dieta não está optimizada. Mas isso é uma péssima ideia. A monitorização regular dos níveis sanguíneos de certos nutrientes pode ser útil, mas não substitui uma boa nutrição preventiva.

Na verdade, ter uma deficiência nutricional – ainda que por uma margem pequena – não é inofensivo. Um período extensivo de quantidades sub-óptimas de B12 – mesmo quando se sente absolutamente bem porque não apresenta nenhum sintoma agudo de deficiência de B12 – pode aumentar o risco de doença cardíaca. E pequenas insuficiências na concentração da vitamina D podem estar associadas a toda uma série de doenças crónicas. Para alguns nutrientes como o cálcio, uma pessoa pode estar anos sem sentir qualquer tipo de sintoma físico de um aporte inadequado. (E não se consegue determinar a quantidade de cálcio através da monitorização dos níveis sanguíneos).

Por outro lado, as deficiências nutricionais não são imediatamente reversíveis. Demora tempo repor os níveis sanguíneos de volta ao normal – às vezes pode levar muitas semanas ou até meses – e durante esse tempo pode estar a prejudicar a sua saúde.

As deficiências nutricionais são para se levar muito a sério. É muito melhor comer – e suplementar – de um modo apropriado para prevenir uma deficiência nutricional do que permitir que um aporte marginal venha a prejudicar a saúde. Na maioria dos casos, pode-se prevenir as deficiências com uma dieta baseada em vegetais integrais bem equilibrada. Mas isso não é verdade para todos os nutrientes. Se não tiver uma boa exposição solar, tome suplementos de vitamina D regularmente. Se não come nenhum produto de origem animal, certifique-se de que a sua dieta fornece quantidades adequadas de vitamina B12 de alimentos enriquecidos ou suplementos. Se tem razão para acreditar que a sua dieta não fornece o aporte adequado de outro nutriente, altere os seus hábitos alimentares, ou – se não conseguir obter o suficiente da alimentação – use suplementos para compensar.

Nada disto deve manchar a imagem do veganismo. A dieta vegana é realmente a melhor alimentação uma vez que representa uma opção que pode ser facilmente planeada para atender às necessidades nutricionais, ao mesmo tempo que respeita a vida dos animais. Tomar suplementos adequados para assegurar que a sua dieta vegana atende todas as necessidades nutricionais não altera este facto.

Tradução: Ana Borges

Artigo traduzido com permissão da autora.

Original: Vitamins B12 and D: Monitoring versus Supplementing